quinta-feira, 19 de novembro de 2009

MOLDEMOS NOSSO CARÁTER A SEMELHANÇA DE JESUS

Caráter:

O caráter de um indivíduo é o seu modo de ser, suas características próprias, seu temperamento. Ele é um traço da personalidade, que diz respeito à maneira usual de cada um agir. Este grupo de atributos, bons ou ruins, compõe o comportamento e os valores morais das
pessoas, resultantes de um processo evolutivo do sujeito, de seu convívio com a família, a escola, a sociedade como um todo. Nossas qualidades e defeitos são inerentes ao nosso caráter.

A Bíblia nos ensina:

O cristão se aproxima de Cristo , tanto quanto o Espírito Santo venha a operar nele. Desta aproximação obtemos a semelhança do caráter de Jesus Cristo. Devemos em primeiro plano reconhecer os nossos erros para que venhamos deixa-Lo agir; pois, não há ação sem a nossa reação.


Detectando os pontos a serem tratados, devemos deixar a ação de Deus operar em nosso ser, sem ficarmos de murmuração. Deus poderá até usar pessoas para que venhamos a ser tratados.

Como está escrito em Mateus 10.41 (Pois quem recebe um Profeta no papel de profeta, recebe o galardão de Profeta, e quem recebe um justo no papel de justo, receberá o galardão de um justo), se obtemos conselhos de Profetas para sermos tratados, estamos obtendo conselho de Deus ao nosso tratamento.

Necessitamos ter o nosso caráter tratado, para que venhamos à crescer em santificação, pois sem esta ninguém verá o Senhor.

Quando temos um espírito ensinável, as pessoas do nosso convívio de outrora, passam a ver o agir de Deus. Demonstramos à estas pessoas, o que o poder de Deus faz em nossa vida. Precisamos sempre uns dos outros para que nos auxiliem em nossa caminhada em direção ao Pai. Nunca ficarmos pelo caminho, chorando as nossas amarguras, até pelo tratamento obtido, e sempre estarmos motivados em crescer, com intenção de obter a estatura de varão perfeito (Efésios 4.13).

Sermos fiel em tudo quanto aprendemos, pois se assim não procedermos, estaremos sendo considerados a tolos e a insensatos. Na misericórdia divina, Ele nos capacita conforme aquilo que aprendemos, porque se não podemos efetuar mais do que suportamos, não venhamos a cair em concupisciências da carne.

Devemos ser submissos em aceitarmos a todo ensinamento de Deus à nossas vidas, pois o ser humano é mal por natureza, e sendo mal, a tendência é se rebelar contra qualquer ordem, tanto humana quanto espiritual. Como diz em Gálatas 2:18 (Porque se torno a edificar aquilo que destruí, a mim mesmo me torno um transgressor). Com isso o nosso caráter “tratado” poderá morrer aos poucos.

A paz que Jesus Cristo nos traz, faz com que o amor em nosso coração aflore. Aflorando, passamos a desejar transmitir este mesmo amor ao nosso próximo. Passaremos a ter amor pela fé e não pela razão natural.

A fé nos causa confiança à levarmos nossa vida adiante e a superar desafios que esta nos apresenta. Daí, superarmos muitos obstáculos pela virtude que em nós é manifestada (1ªCoríntios 15.44).

Passamos a ficar mais calmos, acabando com nossa ansiedade, dado ser o nosso espírito compulsivo. Desta forma, a tranqüilidade obtida, faz com que venhamos a produzir mais em nossas atividades do dia à dia.

Ao termos nosso caráter tratado, podemos perdoar com mais espontaneidade, até em coisas absurdas ao olhos humanos. Passamos a ter condições de executar o perdão. Pois as mágoas fazem nosso coração morrer aos poucos e os conflitos corroem a alma.

Perdoando aos nossos ofensores, passamos a ser mais servos uns dos outros, chegando desta forma a ser parecidos com Aquele que um dia se fez servo e deixou a mensagem de reconciliação dos homens para com Deus.

O elo que faltava, e que aceitamos como aliança. Passamos a nos alegrar na tristeza e chorar na alegria, regozijados na misericórdia, pela onipresença de Deus em nosso coração, pois ao chorarmos na alegria, sentimos a bondade e Deus para com aqueles que um dia Ele chamou para aceitá-Lo como Senhor.

CONCLUSÂO:

Ao caminharmos num padrão de generosidade para com todos, cumpriremos o que Jesus Cristo nos determinou que é: IDE, e fazei discípulos.

Pois Aquele que um dia deu seu Filho ao mundo, faz com que este mundo nos teste e comprove o seu agir em nossa conduta de filhos. Assim como está escrito em Filipenses 2.22 (Pois conheceis o seu caráter provado, pois serviu ao evangelho, junto comigo, como filho ao pai.)
Que o Senhor nos dê forças, ânimo, perseverança e coragem nEle para nossa mudança rápida e necessária de caráter. Isso nos aproximará cada vez mais do Pai.
Eliane de Antonio

Um comentário:

Pr Ismael e Pra.Cleire disse...

Antonio da Eliane, Eliane do Antonio, gostei dessa colocação de nomes. legal. Sou o Pastor Ismael, do Casados em Cristo, e tô aqui visitando vocês. Gostei já do nome, "Carvalho de Justiça", pois é a que somos chamados a ser. Eu gosto de uma ilustração sobre o carvalho. Quando ele nasce em meio a muitas árvores, sombras e proteção, ele não se fortalece, e acaba não tendo muita serventia. Porém, quando ele fica solitário, sujeto as intempéries da vida, enfrentando o vento, a chuva, o sol e tudo o que mais vier, então , ele finca raiz nas profundezas, se fortalece, se prepara e se torna poderoso e útil.Deus abençoe vocês. Parabéns pelo blog.